Me visitam

abril 04, 2010

É perigoso estar livre


Por que será que ainda há tanta resistência e parece tão medíocre confessar-se com medo de ficar só, você olha para o lado e vê toda essa liberdade que todos conquistamos com tanto esforço e, na verdade nos perdemos no meio de nossos desejos.
As vezes dou uma olhada para minha vida e vejo que as coisas andam meio sem rumo e tudo que gostaria, era de um final feliz, de uma vida menos solitária, individualista e vazia, mas admitir isso é sinal de desespero, as pessoas da minha idade parecem exatamente bem resolvidas e localizadas, me perco em meio a tudo isso quando pareço ser a única que luta por um bom dia que não seja do espelho de vez em quando.
Eu por mais estranho que pareça preciso ser vista e já não sou, não vista por todos, mas por alguns, aqueles que vejo, as vezes pelo menos, parece que estou me fatigando gastando meu tempo, beleza e juventude com quem não merece, e frequentemente me pergunto se não está na hora de rever minha solidão, admiti-la e ir em busca da felicidade, eu não acredito em uma mundo de felicidade plena, mas preciso, pra sobreviver a tudo isso, acreditar que algumas pessoas irão se importar se eu não estiver lá, ou me virão pelo menos quando estiver por perto.
Como é que a gente começa a ver o que realmente importa?
Como a gente diz pra quem importa pra gente que está na hora de ir?
Como a gente diz pra gente mesmo que nem todos que amamos vão poder retribuir como precisamos?
A vida e as coisas que mudam nem sempre dão o tempo que precisamos pra nos adaptar, somos surpreendidos as vezes pela pessoa que encaramos no espelho em determinada manha e já não há mais tempo pra devidas apresentações, ela nos toma pela mão e leva consigo todas as nossas convicções, ela prova que podemos ser o que menos gostaríamos, ela ri da nossa cara e da nossa inexperiência.




"Farei o possível para não amar demais as pessoas, sobretudo, por causa das pessoas. Às vezes o amor que se dá pesa, quase como uma responsabilidade na pessoa que o recebe. Eu tenho essa tendência geral para exagerar, e resolvi tentar não exigir dos outros senão o mínimo. É uma forma de paz... Também é bom porque em geral se pode ajudar muito mais as pessoas quando não se está cega de amor."

3 comentários:

Lia Araújo disse...

Palavras de um sonhadora ( sofredora) incondicional, ame sempre!

Feliz páscoa!
Felicidades
Ahh, adorei o novo Layout do blog, ficou lindo!
bjos

Costureira de estrelas. disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Costureira de estrelas. disse...

Que texto lindo!
Me identifiquei em algumas partes!
Agradecida pela visita e comentário no blog ;)
Esteja por perto!
Estou seguindo
Beijocas =*