Me visitam

dezembro 23, 2009


"Acho que, assim como a maior parte das
nossas feridas tem origem em nossos relacionamentos, o mesmo
acontece com as curas, e sei que quem olha de fora não percebe
essa bênção."

dezembro 14, 2009

Sim será



Pelo jeito o final de ano ta chegando, já começaram a passar mensagens na TV de feliz natal e prospero ano novo, estou no meio de um caminho novo, que por sinal já esta velho, um caminho que me mostra muito mais do que me mostrara a sua chegada e o ano esta acabando novamente.
Sem muitas expectativas para o ano que vem, não que não vá fazer as minhas listas de desejos e as promessas que nunca cumpro, a falta de expectativa esta muito mais relacionada com o nível de satisfação em que me encontro, não que esteja satisfeita com tudo e resignada, não é isso é que no momento as coisas que desejo precisam ser amadurecida pra que não se tornem um problema futuro.
Este ano foi um bom ano, ele se comportou direitinho e superou o que esperava dele mas ainda estava um pouco monótono, este ano passou voando e nem vi, nem senti, nem sei quem fui, passou sem grandes emoções e o que é mais importante sem muitas dores.
Quando chega essa época é hora de fazer o balanço e começar a guardar o que não é mais preciso, reconstruir o que precisa estar novo, doar o que já não é útil. Agora que paramos e damos uma aliviada na cabeça com um grande desejo de renovação, a vida nos oferece uma chance de fazer as coisas diferentes no próximo ano e será que faremos?
Bom de qualquer forma ainda que capitalista as mensagens de fim de ano sempre comovem, as lista de desejos e de tarefas a serem cumpridas sempre estarão cheias e o próximo ano sempre parece que vai ser melhor e será.






"Estava indiferente;
Logo me comovo;
Pra ficar contente;
Porque é Ano-novo"

dezembro 10, 2009

Sou eu


Ta chovendo agora, resolvi tirar os fones de ouvido pra escutar a chuva, é verão , estou de ferias e com outras ideias a respeito da vida e de mim mesma, eu ando meio esquisita, as coisas andam meio estranhas pra mim, você vai logo notar.
Eu achei que seria fácil e passaria rápido, eu achei que pra mim ia ser diferente, que não mudaria mais o que eu era, mas a gente vai mudando, mudando e de repente já não tem ideia de quem era antes, eu achei de verdade que eu viria ate aqui, faria o que tinha de ser feito, voltaria e todos seriam os mesmos, eu me enganei.
Antes eu pensava que era a Lili do Mário, de verdade, quando descobri que ela era sua amiga imaginaria, eu tinha certeza que se tivéssemos nos conhecido ele descobriria sua Lili em mim, ainda sou uma Lili, não sou mais a criança prodígio, já cheguei ao meu limite de progresso e agora não sei bem pra onde ir, já cheguei ao limite de tolerância e agora já não sei mais quem sou, eu cheguei ao limite de mim mesma e agora estou me reinventando pra poder seguir, por isso as vezes talvez não me reconheça em mim mesma e nem você vá encontrar muito de mim quando cruzar comigo.
Ando tendo vontades loucas, buscando coisa novas que ainda não preenchem nada em mim, ando descobrindo que estou longe do que procuro e isso me da medo, ainda que me faça ver o que realmente não quero e preciso, assim fica mais fácil eliminar coisas velhas que carrego comigo, que só fazem peso na bagagem e já não me acrescentam nada. Ando numa fase de ouvir musica clássica sem entender nada, ando querendo andar de bicicleta e nadar pelada, ando querendo viver como num filme francês, muito in, muito cult e isso me enjoa, ando querendo ficar só.
Eu mudei, parece que muito rapidamente, parece que de um dia para o outro, mas sei que não foi assim, sou agora todas as emoções que senti, todos os caminhos caminhei, todas as pessoas que conheci e as decisões que tomei, sou a vida que vivi, sou a vida que espero viver, sou eu hoje e isso não garante que serei eu amanha.

"Não, não pergunte nada. Pense apenas que,se um anjo bateu exatamente à sua porta nesta época do ano, e se tão exato entrou e sentou à sua frente, ninguém melhor do que ele saberá,com exatidão, o que fazer. Então espere!"

dezembro 05, 2009

Tempo

Dentro de cada palavra, junto a cada gesto, no ritmo de cada passo, existe um sentimento que as vezes não sei qual é. Há uma esperança de algo que ainda não vivi, há a maturidade para aquilo que ainda espero, há sempre eu e o que há dentro de mim pra ser descoberto, gosto do que sou.
Quando me pergunto em que momento começarei a viver, desprezo tudo que vivo, quando espero pra sentir amanha desperdiço o que há hoje, quando não sei qual o sentido de viver perco a fé.
O tempo corre depressa e a vida segue, querendo eu ou não, e tenho medo de ficar para trás, tenho medo de não viver tudo que me preparei para viver, tenho medo de partir e não compartilhar com alguém aquilo que vim aprendendo, tenho medo de amar e não ser amada, por que sou feita de amor.




"Pelo que vale, nunca é tarde demaisou no meu caso, cedo demais
para ser o que quer ser
Não há limite de tempo, pode começar quando quiser
Pode mudar, ou ficar na mesma, não há regras para isso
Pode escolher o melhor, ou o pior da vida
Espero que veja coisas que surpreendam você
Espero que sinta coisas que nunca sentiu antes
Espero que conheça pessoas com diferentes pontos de vista
E espero que viva uma vida que se orgulhe
E se acha que não é capaz, espero que tenhas força...
para começar outra vez"
FILME: O curioso caso de Benjamim Buton

Passa


"Eu sempre achei que o amor,
Que o grande amor, fosse incondicinal.
Que quando duas pessoas se encontram, que quando esse grande encontro acontece, você pode trair, brochar, dar todas as porradas, se for um grande o amor, ele voltará triunfal.
Sempre!
Mas não, nenhum amor é incondicional.
Então acreditar na incondicionalidade do amor, é decididamente precipitar o fim do amor, porque você acha que esse amor aguenta tudo, então de um jeito ou de outro você acaba fazendo esse amor passar por tudo, e um amor não aguenta tudo, nada nesse vida é assim!
E aí você fala que esse amor não tem fim, para que o fim então comece.
Um grande amor não é possível,
talvez por isso seja grande.
Então, assim, nele, obrigatoriamente, pode caber também o impossível.
Mas quem acredita?
Quem acredita no impossível, que não apaixonadamente?
Como a um deus, incondicionalmente."











"Pelo que vale, nunca é tarde demaisou no meu caso, cedo demais
para ser o que quer ser
Não há limite de tempo, pode começar quando quiser
Pode mudar, ou ficar na mesma, não há regras para isso
Pode escolher o melhor, ou o pior da vida
Espero que veja coisas que surpreendam você
Espero que sinta coisas que nunca sentiu antes
Espero que conheça pessoas com diferentes pontos de vista
E espero que viva uma vida que se orgulhe
E se acha que não é capaz, espero que tenhas força...
para começar outra vez"



FILME: O curioso caso de Benjamim Buton

novembro 26, 2009







"Essa moça tá decidida a se supermodernizar; Ela só samba escondida que é pra ninguém reparar"

novembro 15, 2009

Não procure entender


E tudo muda e eu sempre soube disso, as vezes você quer acreditar que será para sempre aquele ódio, aquela amizade, aquele amor, você sabe lá no fundo que não inventaram nada pra sempre.
Pensei sinceramente que sentiria aquela repulsa por aquele lugar por muitos anos, e que viria embora festejando, viria embora? Para onde? Depois de um tempo nem tua casa abandonada é mais tua casa e é preciso de tempo pra transforma-la novamente em lar, em refugio, cheguei acreditar que tinha planos bem definidos, eles mudaram sem eu ter notado, meus sonhos, os que foram deixados para trás ainda que possam ser realizados não me despertam o mesmo interesse, as ruas que julgava a mais fáceis de serem percorridas não fazem parte da jornada da minha vida, as pessoas que me acompanhariam em qualquer aventura me abandonaram no primeiro obstáculo, assim mesmo, a vida segue de qualquer forma, segue pra mim até um tempo e seguira sem mim por um tempo ainda maior do que eu consigo imaginar, sei de uma coisa que as coisas mudam e isso dá dinamismo as nossas vidas, isso nos faz esperar por outro dia, é essa curiosidade do que não conhecemos que faz termos fé em algo melhor que virá um dia.
As vezes queremos mudar e mudamos por um tempo, as vezes queremos fugir e fugimos de tudo menos de nós mesmos, a mudança, a fuga, a vida, o ódio, o amor e tudo mais que nos faz humanos imperfeitos perdidos, tudo isso escreve nossa história, escreve quem somos para os outros, quem somos para nós. E eu que nada sabia de mim deixei marcas para criarem minha história, eu que nada sabia da vida acabei vivendo as muitas possibilidades que soube aproveitar, eu que não queria ir não sei voltar.





E, de qualquer forma, às cegas, às tontas, tenho feito o que acredito, do jeito talvez torto que sei fazer

novembro 07, 2009


















Falhei, fracassei completamente nessa história, sou boa pra conseguir coisas desde que sejam materiais, sou péssima com pessoas e sentimentos e hoje eu posso dizer com certeza que falhei quanto ao que era minha família e quanto ao que seriamos, falhei quando não me fiz ouvir, quando acreditei que o amor poderia tudo, quando achei que faria tudo sozinha com paciência, ainda assim não posso deixar de acreditar que nesse momento quem sabe a vida esteja apenas nos dando uma oportunidade de nos reformular. A vida, não posso deixar de acreditar, ainda nos dá chances de começar de novo agora de outra forma, agora com outras armas e soldados mais forte e firmes que sabem por quê estão lutando.

Eu falhei sentindo todo amor possível de sentir, impotente como só amor pode ser, e sou a figura do fracasso escancarada, eu nem sei mais quem sou. Eu não sei por onde começar de novo, eu não sei como unir as correntes que nos fazem nós, não sei como levantar da queda, ando muito distraída com a vida pra começar uma nova guerra.
Não tenho pra quem mandar cartas e dizer que já não estou mais aguentando a saudade, não sei quem vai chorar comigo minha dor, eu falo falo e tudo que sai de mim parece pesar nas pessoas e me torna uma companhia desagradável, eu não tenho pra onde voltar e não me sinto em casa em lugar algum, gostaria de vagar, vagar até chegar num porto onde haja abraços me aguardando.
Eu fracassei porque o que mais temia me aconteceu, estou presa na solidão com muitas pessoas junto de mim, somos todos ilhas incomunicáveis mas se não temos amor temos as estradas ainda, e o que mais me move hoje é esse ímpeto de fugir, sem deixar pista pra que pelo menos saudade ainda exista.










A tua ausência faz silencio em todo lugar

novembro 03, 2009


Um grande feriado, nada melhor pra botar as coisas em ordem e mais uma vez tudo adiado. Teve quatro dias de sol e calor e eu como sempre faço nas oportunidades de conhecer gente nova, dormi, dormi muito vi vários filmes que já tinha visto, e me encantei de novo por eles.
Eu assisti novamente o filme indiano do Aamir Khan onde ele é professor de um menino com dislexia, o menino arrasa ele comove do inicio ao fim, tem uma expressividade que nunca vi em alguém, me apaixono do inicio ao fim por essa criança problema que não orgulha a família.
Quero poder fazer a diferença sem notar, como esse professor, quero fazer a diferença sem tornar esse meu cativo, quero saber quando as coisas precisam de muito pouco pra serem mais bonitas.
Esse filme me mostra exatamente isso, que as vezes se importar e muito mais sutil do que a gente ta acostumado, se importar não se demonstra por palavras mas por atitudes, o filme me comove não há nada mais a dizer é uma visão infantil de uma criança magnificamente diferente e encantada cheia de imaginação e isso é que faz das crianças tão especiais, a capacidade quem tem de extrair do pouco tudo que precisam.
Eu quero manter minha capacidade de chorar vendo crianças brincar, quero manter minha sensibilidade a flor da pele pra coisas que outras pessoas não enxergam, quero parecer boba e infantil pra pessoas que acham que amargura é sinal de segurança e amadurecimento, quero parecer provinciana para pessoas que embarcam em qualquer barco que esta na moda e esquecem do que existe lá atrás e de como foi que chegaram em qualquer lugar, eu quero e preciso ter o meu aval pra ser eu mesma sempre, por que mais dia menos dias eu sei que vou amar ter sido quem sou.



" Porque ver é permitido, mas sentir já é perigoso."

outubro 29, 2009


Quando entrei naquele ónibus parecia uma excursão de 8° serie e todos interagiam entre si, menos eu, sei que ando meio melancólica mas essa solidão esta virando minha marca, todos os dias as mesmas pessoas os mesmos rostos e sempre essa indiferença minha, deles.
Caminho pra casa, caminho pra rua, vou a faculdade, ao trabalho, a academia, sempre eu e meus pensamento, como a menina do copo de agua, alheia a realidade, compenetrada apenas nos meus pensamentos e nas imaginações de uma vida real.
Acho que tudo tem um limite, eu também tenho de ter o meu, onde começa minha vida onde pessoas reais com defeitos com qualidades entrarão e me farão pensara o que é certo e o que errado, as pessoas que conheço fui eu quem criou elas so tem os defeitos que eu permito. Essas já não me servem.



A vida não é um jogo onde só quem testa seus limites é que leva o prêmio. Não sejamos vítimas ingênuas desta tal competitividade. Se a meta está alta demais, reduza-a. Se você não está de acordo com as regras, demita-se. Invente seu próprio jogo. Faça o que for necessário para ser feliz. Mas não se esqueça que a felicidade é um sentimento simples, você pode encontrá-la e deixá-la ir embora por não perceber sua simplicidade

outubro 28, 2009


"Meu mundo se resume a palavras que me perfuram, a canções que me comovem, a paixões que já nem lembro, a perguntas sem respostas, a respostas que não me servem, à constante perseguição do que ainda não sei. Meu mundo se resume ao encontro do que é terra e fogo dentro de mim, onde não me enxergo, mas me sinto."

Martha Medeiros

outubro 27, 2009

Eu queria ter dito


As vezes é preciso gritar para pessoas que estão indo que fiquem, que sentiremos sua falta. Tenho muito medo da vida,  de tudo que ela é capaz de mudar em um segundo, porque essa coisa de destino pré programado por algo ou alguém é meio estranho, tem dias que você só quer que a vida pare e você possa dizer para as pessoas "eu to aqui" pense em mim as vezes porque eu me importo.
Sigo uma vida em que as coisa que eram pra mim ficaram pra depois, eu sempre aguento um pouquinho mais, quando minha mãe deixou meu pai, isso não me foi explicado direito até hoje,  me pergunto onde fiquei nessa história, ninguém me perguntou o que achava, quando meu pai resolveu sentir se ferido e magoado, esqueceu que ainda tava lá esperando um sentimento que fosse, quando decidiram com quem eu ficaria  tive de ser forte e fingir que nada mudaria na minha vida, na verdade de minha vida não tinha nada ali.
As vezes eu só preciso de um abraço e não ha ninguém lá para mim, tenho amigos que não me ouvem ou não se importam, não sente como eu, e eu sei. As pessoas estão acostumadas comigo ou resolvendo tudo e me virando, ou deixando pra lá, eu sempre aguento mais uma .




E um dia se atreveu a olhar pro alto
Tinha um céu mas não era azul
No cansaço de tentar, quis desistir
Se é coragem eu não sei

outubro 09, 2009

Eu vivo na bolha

Eu me dei conta de que o passado é um rolo compressor que vai triturando tudo e que nada volta a ser igual. Eu encontrei alguém que não via a muito tempo hoje, eu não fui eu mesma, eu não sei mais quem sou para aquela pessoa, eu não sei quem sou pra mim naquela pessoa.

Eu sinto saudade e visto o passado de roupas limpas, eu digo tudo foi duro, complicado e lindo, no fundo sabemos que não foi bem assim e nem nunca terá essa poesia que parece ter.

Eu tive muitas experiências, eu aprendi barbaridades, eu não sei de mais nada, eu só sei que estou um pouco solitária e muito cetica.

Não encontrei nenhum amor, não me reinventei diversas vezes, nem sei se valeu mesmo tudo a pena, eu ainda sinto algum vazio as vezes, quando fico em casa no final de semana na Internet, sem ter com quem conversar, ou quando saio pra dançar com amigos que nada sabem de mim, e que acham que poder me ensinar tudo daquilo que não quero aprender não trago nada novo na bagagem.

Eu sou sombria e sinuosa, eu posso estar anos com muitas pessoas e saber- me tão distante delas quanto no primeiro dia, eu posso nunca sentir falta de alguém se eu quiser, mas as vezes escolho ter sentimento que me machucam por medo de me acostumar com minha própria frieza.

Eu quero ser medica de P.S. e advogada de bandidos, eu quero viver no limite entre a vida e a morte, entre o humano e o animal que existem em cada um, quero saber sempre pra esquecer das coisas que não aprendo por mim mesma, quero permitir a outros os risco que não me permito, e viver como expectadora que sempre fui.

Vou seguir na minha bolha e ver se estive mesmo certa como sempre achei, e nessa bolha de sensibilidade e comoção que me faz frágil não quero cair e me ver como realmente sou, bruta.

Encontrarei muita gente que passou pelo meu caminho e não saberei mais ser pra ela o que fui um dia, eu mudo, sentirei medo que estar deixando muita vida pra depois, deixarei muitas oportunidades passarem e chegarei onde eu quiser por que sei quais são os caminhos dos sonhos, só não saberei identificar o que eu quero por muito tempo, eu vou por um caminho que muita gente não sabe onde vai dar eu sigo só, e não é o caminho das rosas, mas ainda sim me leva pra um lugar onde todos vão chegar.








Se lembrar não é celebrar...
Dura é a dor quando aflora
Esquecer não é perdoar
Se consagrou sangra agora

outubro 08, 2009

Vou mudando


Incrivelmente verdadeira uma coisa que li hoje, é verdade que nossos conceitos a respeito de qualquer coisa muda de acordo de como vamos vendo as coisas, de acordo com o que nos acontece, as vezes por um minuto, as vezes por uma vida inteira, vemos tudo deformado ou então tudo bonito, e assim dizer o que está certo ou errado sobre alguma coisa e muito complicado.
Quero isso pra mim essa incerteza de sempre, quero saber que nada é definitivo, gosto de inconstância, inconstância consciente, essa gente que muda de convicção todo dia não tem direito de se achar certo de nada, tem de ter humildade de dizer que não sabe das coisas as vezes, e eu não sei de quase nada nunca.

Já fui Hippie, punk, capitalista, crente, feminista, defensora do meio ambiente, e não sei o que serei daqui a um ano, quero essa leveza do não sei, ainda que tenha de ter os pés firmes no chão pra saber quem sou e não sair seguindo cada moda passageira que tem por ai, quero ter certeza por pouco tempo, mudar de opinião sempre que houver chance e verdade naquilo que passo a acreditar, qualquer verdade, a minha também.

Por que a gente é uma carga do que vai acumulando no decorrer da vida, a gente encontra gente que nos mostra seu mundo e acabamos levando algo, nos temos de seguir por caminhos que não imaginávamos e dai não saímos sem alguma bagagem, a gente vai pra faculdade e dizem coisa que não pensávamos que existissem, conhece gente que gosta de uma musica estranha, a gente ama gente que vem de outro pais e se relaciona com gente de outra cultura, a gente vê coisa velha que nos ensina coisa de hoje, a gente descobre tudo que pode até um certo tempo, depois de ter esquecido da metade e discordado do resto , a gente pensa que sabe de tudo e vive sem saber porque, e isso é vida nada de certezas que vão e vem, nada da dureza de estar certo sempre, por que não ter noção de nada nos faz livres e abertos pra tudo que possa nos preencher e depois é encontrar uma meio de selecionar as coisas que realmente vale a pena.






Caminhando contra o vento
Sem lenço, sem documento
No sol de quase dezembro
Eu vou
O sol se reparte em crimes,
Espaçonaves, guerrilhas
Em cardinales bonitas
Eu vou

outubro 06, 2009

Passageiros


Nós poderíamos ter deixado tudo como estava e seguido em frente, sem tentar mais nada, não daria certo, tínhamos certeza que não daria certo, e deu?
Sei que você se pergunta por que, e não encontra qualquer motivo certo e seguro pra ter dito sim e persistido nisso, quando te perguntei por que me amavas não tinha se quer uma razão lógica e foi isso que me fez acreditar no seu amor.
Olho as coisas passando, o tempo que não espera ninguém e fico me perguntando como teria sido se não tivesse insistido se fé nenhuma como fiz contigo, não há nada mais destrutivo que insistir se fé. Tudo que nos cercava era uma uma bruta realidade dizendo que éramos o opostos em tudo e tudo nos levava pra longe em qualquer direção que fossemos, esse amor me doía, até hoje me doí.
Não sou como os outros você sabe, não estou disposta a aprender, a me envolver, a ser real, a ter qualquer coisa que possa ser motivo de orgulho, você não precisava de mim em nada e me sentia em tudo eu sei. Muito mais que física, nossa historia e astronómica e lúdica, uma poesia ao contrario contada por calculistas, mas tem ritmo, som e muita fúria essas verdades ditas por nós em momentos em que a verdade é totalmente dispensável, e ela sempre é para o amor.
Nesses encontros e desencontros que tivemos, nesses caminhos de bizarros sentimento confusos, tudo valeu a pena.
De todas as marcas que deixamos um no outro, e as cicatrizes desse amor mal resolvido, creio que as historias fizeram nossas vidas e não seriamos nada do que somos, se não nos esbarrássemos pelo caminho, e quando o tempo passar finalmente e tivermos de desembarcar em algum lugar, quando me pergutarem de que lembrarei, direi que foi voce que fez sentir viva na maior parte da viajem, e que se tiver que voltar te escolho como compania nesse caminho estranho doloroso e assustador que é a vida de cada um.









Voar Num limite improvável
Tocar O inacessível chão
É minha lei, é minha questão
Virar esse mundo
Cravar esse chão
Não me importa saber
Se é terrível demais
Quantas guerras terei que vencer
Por um pouco de paz

outubro 05, 2009

As minhas cores


Quero ver quem consegue me dizer se há algo mais bonito e com perfeita harmonia de cores do que uma goiaba, uma melancia ou uma joaninha, eu adoro.
Tem sempre a semente de uma ameixinha azeda que eu comia na casa da minha avó, a textura da semente depois que estar na boca não tem nada parecido, ou imaginar uma banana doce e estranhamente macia sem nenhum caroço e incrível.
É dessas coisas que é feita a vida, de coisa inexplicáveis pelos sentimentos que despertam em nós, não sei se você gosta de vermelho e verde e nem sei se gosta de banana ou ameixa, mas tem coisa que não se explicam assim como as outras, tem coisa que tem um contexto de vida acarretado a ela que só você pode definir e ninguém mais.
A minha vida as vezes parece sem uma razão objetiva e tem dias que parece que não vale a pena, parece hipocrisia quando tento ver beleza enquanto tantos lutam pra mantarem-se vivos com um prato de comida por dia, isso quando há. Mas pensado bem há tanta coisa por onde se pode espiar um pouco de divertimento e uma pouco do belo, é preciso enxergar uma pouco adiante e ver como pode ser um tanto quanto melhor se conseguir ver além da minha tristeza e das minhas duvidas.
As vezes eu vou ao cinema sozinha, as vezes eu durmo até muito tarde, as vezes eu só quero não pensar nas responsabilidades do dia a dia, me divertir e deixar acontecer, esquecer que o tempo passa pra mim também, as vezes eu esqueço que estou longe de casa e que nem tudo é como eu gostaria, as vezes eu esqueço que eu fiz as coisa estarem assim como estão.
Nessas horas eu lembro que sempre foi muito engraçado ver as pessoas rindo de mim, que minha avó me pegava no colo quando eu já tinha a sua altura, que eu tinha primos que me ensinaram como não perder um segundo de uma infância perfeita, que eu tive um cachorro apaixonado por mim, que eu fui feliz e sei bem como isso pode custar pouco as vezes. Eu lembro nessa hora que se algo acontecer vai ter sempre alguém lá que se importa, que sim eu tenho alguns amigos bons que não competem comigo e acham que eu mereço, que minha mãe liga se eu estiver magoada, e ainda há muita coisa a aprender mesmo que se tenha de dar um passo para trás em alguns outros planos.

Porque na verdade eu adoro a cor vermelha, eu gosto de musica eletronica, estou para uma personagem de Almodôvar a Nelson Rodrigues, gosto de criança, quero ser mãe, tenho uma família quase perfeita, não sei o que fazer da vida, as vezes me vicio em solidão, as vezes como muito pra compensar, vejo novela, vou ao cinema ver filme dos quais nunca ouvi falar, ouço musica que as pessoas consideram muito chatas, sou capitalista, queria ser melhor, já fui o oposto de tudo isso, sonho em casar, ter uma casa na praia, morar na França por um tempo, trabalhar em NY, ou SP já tá bom, eu sou humana acima de tudo e todas as coisas que disse, o que na verdade não precisam ser ditas por que são elas que fazem o que eu sou ou o que eu vou me tornar.






Nada de novo no meu mundo
Eu vivo o segundo
Meu tempo é o meu lugar
Nada me tira do meu rumo
Eu sigo o meu prumo
O meu jeito de ser
Nada espero que não tenha
O que vier que venha
Sem me atropelar
Tudo que quero é o mar aberto

setembro 28, 2009

E me faz tão bem


Como posso ser outra dentre muitas que já fui, diferente para seus olhos, você que nunca me sentiu?

Tento ser melhor, tento estar a altura de estar ao seu lado, faço-me nova todos o dias para poder ser alguém em quem você pense de vez em quando.

Sujeito-me a ser outra pra te encontrar e quando isso chegar nunca amaras a mim e sim alguém que criastes tu mesmo com vontades e desejos que fui satisfazendo. Serei melhor ou pior? Nunca saberei, me dizem valer a pena e espero que sim estenderemos depois, ligaremos o pontos quando eles já estiverem sido traçados e daremos sentidos os dois para nossas escolhas e não saberemos jamais se teria sido melhor se feito de outra forma.

Sinto falta desse sentimento e não é por você que fico aqui e por ele, sentir como me sinto quando você me olha faz com que me sinta viva, não quero e nem devo criar qualquer tipo ilusão quanto a nós, mas há algo que nunca foi dito e que se pudesse te perguntar e se houvesse uma resposta que valesse a pena ser dita, se fizessemos as escolhas certa se abríssemos mão da segurança.

Sinto sua falta e sinto você perto as vezes, sei que não me compreende, sei que não é reciproco, mas sei que há alguma coisa pra quebrar entre nós que jamais será quebrada, algo que fica no ar e que jamais será dito, algo que pertence a nós unicamente e que só existe em ausência, em silêncio, em segredo e que deixa tudo com esse ar de conto de fadas, e um dia quem sabe.

Sinto sua falta, como Clarisse e o seu tripé que lhe dava estabilidade, sinto sua falta de vez em quando pra me fazer ter esperança, pra me deixar na duvida, pra me sentir desejada, sinto sua falta por ser eu em outra versão, por ser eu em outra pessoa, por puro narcisismo sinto tua falta por que amo o que há de mim em voce. Sejamos felizes o dois como ha de ser, sejamos completos e cheios de duvidas e que isso que ficou so nos deixe a certeza, de que as escolhas que fizemos foram as melhores mas que tivemos boas opções e que estavam la quando precisamos tomar as decisões que fariam quem seremos um dia, quem sabe eu te ame, ou te amei, ou quem sabe o amor nos encontre sem espera, sem sacrifícios sem ressentimentos num futuro que não conhecemos, que nos surpreende sempre.






'Vou me enganar mais uma vez, fingindo que te amo às vezes, como se não te amasse sempre.'



setembro 27, 2009

Nada sei


A vida vai seguindo mas as vezes é difícil acreditar em algo lá na frente, por que até chegar alguma coisa que a gente queira muito demora e fica tudo muito monótono e da vontade de ir embora jogar tudo pra cima e desistir de vez em quando aumenta.
Eu estou assim agora sem a menor vontade de continuar, sem estimulo nenhum falta tanto ainda, e no fim nem sei se é isso mesmo, por que já sou experiente o suficiente pra saber que nem sempre as coisas saem como havíamos planejado, e tenho medo de estar mais uma vez gastando meu tempo com algo que não vai me fazer melhor.
Eu sei que é preciso se jogar tentar ver no que dá mas vejo o tempo passando e nada muito bem como eu gostaria, ta as vezes ta melhor do que eu tinha planejado e coisas realmente se endireitaram e tudo mais mas to cansada de verdade.
Eu não quero me lamentar mas expor minhas duvida com relação a algumas prioridades e sobre ate onde eu consigo ir, eu sei, sou forte e tudo mais mas e que nada tem mudado e isso me deixa um pouco enjoada da vida, sei que daria um livro tudo que ja aconteceu comigo e agora as coisa estão eu sei bem melhores do que ja foram mas queria ter o direito sagrado de não estar contente, mesmo estando tudo bem me falta alguma coisa, e como dizia o Caio tem sempre alguma coisa ausente. E esse vazio não é coberto nunca, não sei por que.
Desabafo so isso, não vai mudar nada eu sei mas e preciso dizer algumas coisas as vezes, pra gente mesmo e ver o que a gente acha, e se perguntar como se deve agir o que eu quero fazer de verdade voltar ou partir pra algum lugar mais longe, e se tudo ficar igual e se for dentro lá no fundo que essa ausência esteja gritando, não sei, viver e complicado na maioria das vezes e tediosa a vida e de uma solidão gigante também, mas as vezes compensa.









O que será ser só
Quando outro dia amanhecer?
Será recomeçar?
Será ser livre sem querer?

setembro 26, 2009

Seja feliz mesmo assim


Pois é mais um final de semana e eu aqui, nem te falei das coisa que fiz na férias mas nem fiz quase nada, principalmente nada do que tinha planejado.
Sem voce as coisa correm tranqüilas mas não menos doloridas, sinto sua falta e falta das nossa conversas e das nossa discussões e de tudo que era feito pra irritar um ao outro, sinto falta de nos e de tudo que parecia que seria e não foi.
Tenho lido pouco estudado pouco e dormindo muito, tenho tentado não pensar em nada que aconteceu e as vezes nem sinto vontade de chorar por mais nada, as vezes queria voce aqui pra desabafar pra te culpar por estar me sentindo mal e agora vejo que aquilo estava sempre dentro de mim.
Agora eu entendo algumas coisa e gostaria de pegar o passado no lixo e repintar um pouquinho só pra ver no que dá, de todos os meus desejos malucos o que mais queria era poder voltar no tempo e ser quem sou agora, impossivel eu sei.
Escrevo mais pra te fazer lembrar da minha existência, mais pra te dizer que ainda estou aqui mesmo não te querendo fazendo voce percebe que fui algo na tua vida assim como fosses na minha, escrevo pra ter que esperar uma resposta. Uma unica chance de ter noticias e saber de alguem que me compreendia nesses tempos de solidão e incompreensão, não temos mais nada em comum alem de um passado de muitas confusões e marcas profundas, sinto falta de nós.
Queria poder deixar claro que não te amo mais, não consigo deixar claro pra mim isso, queria poder saber da tua vida sem a angustia de saber que não sentes minha falta, queria torcer pra que voce seja feliz longe de mim mas não posso mais.
Seja feliz mesmo assim.
Da sua ...






"Goste de alguém que volte pra conversar com você depois das brigas, depois do desencontro.De alguém que caminhe junto a ti, que seja companheiro, que respeite tuas fantasias, tuas ilusões.Goste de alguém que te ame.Não goste apenas do amor.Goste de alguém que sinta o mesmo por você."

setembro 20, 2009

Viver


Estou precisando dar um novo rumo a minha vida, estou com pressa mas não pra que, detesto quando tudo fica assim parado, vai criando uma nata por cima da vida e fica difícil de enxergar o fim do túnel.

Estou carente de gente que sinta minha falta, que queira compartilhar comigo sua vida seus sucesso seus fracassos, estou farta de nunca me envolver em nada, de não amar nem odiar, não me ferir e não vive. No momento prefiro dormir, e isso está me tirando tempo precioso de vida que poderia ser aproveitada, mas eu não sei que que forma, não sei aproveitar.

Estou confusa com relação ao que me faz feliz, não sei se estou dando uma mascarado passado para que ele se pareça mais bonito mas esse futuro no qual eu cheguei a esse futuro não é exactamente o que eu sonhei, parece ando para traz e as coisa não caminham, estou precisando de algo fixo algo permanente para fincar meus pés e me sentir segura, mas antes disso preciso das mudanças pra vida parece dinâmica e eu não achar que já morri.

Eu preciso saber o que eu quero para ir em busca e é tão difícil de saber onde a gente quer chegar, logo eu que ja fui atras de tanta coisa que não era bem o qeu eu esperava. Preciso dar sentido a essa vida preciso que as pessoas queiram ficar do meu lado por que apesar de ser impressidivel momentos de solidão para se por a a cabeça em ordem, ninguem pode ficar solto aleatoria no mundo sem que ninguem sinta sua falta se um dia ele partir, quero vida nos meus dias quero buscar ser feliz naquilo que faço. quero mais que comida na geladeira no fim de mes, e mais que umas férias a cada ano, e tempo sem saber o que faze com ele.
'Porque as coisas não sendo o que são, outra vez me jogarão num mundo de procuras e espantos

setembro 09, 2009

Enlouqueça



"Não se pergunte porque as pessoas enlouquecem, mas porque não enlouquecem, face ao que podem perder num dia, num instante. Se pergunte que diabos nos faz manter a razão"





Por que não perder a razão, quando mesmo que tudo esteja bem nada faz sentido, não há muito o que se pensar mas tem horas que voce acaba querendo enlouquecer e largar tudo de uma vez, se dar uma oportunidade de não fazer sentido, de não prestar contas, as vezes o que te enlouquece é não haver cura solução, caminho colo.
Viver é uma viagem, e uma viagem solitária por melhor acompanhada que estivermos, e isso e enlouquecedor, por que por mais perto que algo ou alguém esteja de você nunca estara lá dentro, sentindo o que voce sente, jamais vai ver as coisas como voce as vê, jamais você poderá ter certeza do sentimento do outro e isso já é motivo para a loucura, e não perdemos a razão, por alguém motivo que desconhecemos continuamos vivendo,
Sei bem que há outras maneiras bem piores de se viver e que eu não sei exactamente se suportaria um terço de qualquer forma de dor que passam alguns homens, mas minha duvidas, crises, meus problemas as vezes me parecem impossíveis de solução e isso me faz querer parar o mundo e dar um tempo, um dia um mês esquecer de tudo viver como se não fosse preciso e nem sempre é.

setembro 01, 2009

Aproveitar


E eu acho que o verão está dando o ar da graça, e eu que sempre preferi o tempo frio não via a hora de me encontrar com ele e me sentir assim como hoje estou me sentindo.
Há uma certa renovação das nossa forças em cada mudança de estação, eu sei que ainda falta alguns dias para começar a primavera, mas o sol está ai e convidando-nos a sermos felizes, a acordar cedo, a caminhar mais aberto para o mundo, interagirmos mais.
Eu estou feliz hoje, tenho me sentido assim em alguns dias desses últimos tempos e tenho tentado canalizar essa felicidade para o presente, eu já sei que vai passar e que de repente vira uma coisa que fará ficar um pouco agoniada, mas esses momentos de felicidade tem sido apreciados ao máximo por mim, só por hoje amanha eu nunca vou saber como será.
Tenho tentado todos os dias fazer minha vida criar um sentido qualquer e tem de alguma forma funcionado, sei lá como as vezes me sinto bem, nem sempre pra não me tornar uma alienada, mas estou tranquila e isso me faz uma pessoa melhor eu acho.
As coisa simples que a vida tem me oferecido tem me feito ver que sempre tem uma chance de que as coisas melhorem, sempre tem alguém que vai esperar você em algum lugar, e você vai chegar na hora certa, os sonhos se realizam quando você acredita e toda essa baboseira de auto ajuda que a gente conhece não confia e sei lá por diz pra todo mundo, mas tem dias em que você só quer as pessoas realmente encontrem seu caminho como você acha que encontrou o seu, hoje mas só por hoje.





Saber a calma para ir
Perder a pressa para estar
Perder o verbo para si
Saber o sonho para lá
Ouvir a rima para dor
Cantar a nota para o céu
Achar a forma para a flor
Naturalmente para Deus

agosto 31, 2009

Abraços


E quando eu estiver triste

Simplesmente me abrace

Quando eu estiver louco

Subitamente se afaste

Quando eu estiver fogo

Suavemente se encaixe
E as vezes tudo que eu preciso é de um abraço, qualquer abraço para me sentir protegida de tudo que tenho medo.
É preciso me achar entre um abraço pra me sentir em casa, e já faz tanto tempo, as vezes tenho vontade de pedir na rua pra que alguém me abrace, um desconhecido qualquer alguém que passa e nem me , alguém que não me pergunte nada e não tema qualquer coisa, apenas aguente quando me atirar das minhas fraquezas sobre si.
Alguém em quem deitar meu rosto nas tardes cansativas do mundo, onde possa chegar e jogar sem medo de não se entendida e mesmo que não seja entendida por palavras seja por nos meus braços que encontre a resposta de suas perguntas mais profundas, quero braços abertos me esperando de uma viajem, quero braços seguros me rodando na areia, quero um abraço de aconchego quando não houver mais palavras de conforto, quero um abraço sincero e que esse encontre em mim um porto.

agosto 30, 2009

Eu vou sair de férias


Essa semana começam minhas férias, mais que merecidas férias, olha que já faz muito tempo que espero por isso. férias de mim mesma talvez, talvez voltar outra renovada, diferente e melhor.

As vezes me perco nessa busca louca por algo lá na frente, por algo que sempre irá chegar, mas nunca chega, um vestibular, um emprego, uma faculdade, um amor. E até quando ficarei esperando umas ferias melhores pra poder viajar de verdade e me divertir um pouco, eu não sei mas semana que vem estarei de férias de verdade acho que pela primeira vez desde que me conheço como alguém que trabalha todo dia.

Já houve tantos outros descansos, e tantas outras oportunidades, mas essa e uma hora pra pensar quem sabe em mim, dessa vez em mim acima de qualquer coisa eu preciso de verdade de um tempo de tudo isso que a vida é, e ela não é ruim nem nunca foi insuportável sou prova viva que se vive apesar de.

Apesar de não ter parado quando tudo dizia que jamais conseguiria, quando fiz a escolha errada por medo, de quando me queriam derrotada, de quando só eu acreditei, apesar de eu mesma não mais acreditar, de não ter parado na hora certa e de nunca conseguir parar quando estava no caminho errado, eu vivo apesar de não ter tirado férias ainda de tudo isso,  semana que vem é minha chance de começar do zero mais uma vez.






E sem nenhuma lembrança

Das outras vezes perdidas,

Atiro a rosa do sonho

Nas tuas mãos distraídas..."

agosto 27, 2009

Ainda aqui e ja me confude


Volto a olhar pela janela de onde ainda posso ver o hotel e suas pessoas que entram e saem, na maior impessoalidade que pode existir.

Impessoalidade é algo que temos encontrado em tudo, como andam difíceis nossos tempos, ninguém quer correr qualquer risco de apego rejeição, e tratam tudo como se não tivesse nada haver com qualquer coisa.

Estava com saudade daqui, dessa visão voyer que essa janela me permite, e aqui estou, ninguém passa pela rua e o movimento no hotel e fraco, estamos no fim do inverno, o tempo ainda e um pouco frio apesar do sol, ainda estamos agasalhados e o hotel se movimenta quanta podemos tomar banho em qualquer uma da praias da ilha, por sim o hotel fica em um ilha, o hotel fica de frente para um ponte que liga a ilha ao continente , e minha janela fica de frente para os dois e eu fico pensando que morar em uma ilha pode ser uma coisa muito romântica, mas não tem nada de romântico em esta sozinho na ilha ilhado dentro e fora de si.
O que não provoca minha morte faz com que eu fique mais forte.

julho 31, 2009

O homem no espelho



A rodoviária estava lotada, chovia e fazia muito frio, estavam em alerta por um virus novo que que estava aterrorizando o mundo, pessoas com mascaras (brancas), ninguem querendo chegar muito perto, pessoa com medo.


Sentado em um quanto qualquer esperando como quase todos ali, ouvia mentalmente algumas musicas, aquilo não o atingira, não estava próximo, não era real, não era em seu planete, país, em sua cidade, ele fingia resistir ao medo do virus e da solidão.


Estranha é a vida e como estava acostumado a receber noticias vindo apenas da tv, nada era real em seu cotidiano, sempre o que tivera guardado por grandes produções holliwoodianas, sempre fora uma notica no jornal da capital as tragédias, não era com ele, não era em sua vida parelela, não esta va ali. Quem lhe diria que precisa se proteger, que pediria pra cumprir as recomendações da OMS, ele não, não podia estar acontecendo.


Assim segue sem muito alarde até que algo realmente lhe afete, o macro não comeve, não assusta, e como Lenin agreditava que muitas mortes eram estatisticas tragédias era uma só, e precisou ser ali no minimo, na carne pra poder entender a complexidade e fragilidade da vida, rever conceitos e tomar novas atitudes, nada que era muito lhe interessava, nada que fosse grande lhe fazia temer, o pouco, o muito próximo lhe fez abrir os olhos, foi preciso questionar o homem no espelho pra notar que o sonho não acaba assim, foi preciso o primeiro espirro pra ver que o mundo é aqui.



Eu estou começando com o homem no espelho,

Eu estou pedindo a ele para mudar seus modos.

E nenhuma mensagem poderia ter sido mais clara

Se você quer fazer do mundo um lugar melhor,

(Se você quer fazer do mundo um lugar melhor)

Olhe para si mesmo, e então faça uma mudança.

julho 25, 2009

Já nem lembro quando foi a ultima vez que disse isso: PAI


Qualquer coisa que diga não passará de mero cliche, nunca pensei que sentiria isso neste momento, e agora me vejo aqui meio sem chão.
Não quero dar nenhuma prova de amor incondicional, minha relação com qualquer forma de amor tem estado muito estranha nos ultimos tempo, mas hoje perdi uma pessoa que deveria ser importante. Não sei até que ponto havia essa importancia, mas sei da destruição que a ausencia dessa pessoa causou a mim, tudo que sou hoje é formado sem duvidas em parte por sua participação ou pela sua falta de participação.
Não sei se me tornei uma pessoa melhor sem sua presença, nem sei se seria mais segura se voce tivesse ficado comigo, voce sem duvida fez falta, e minha comoção hoje já foi revolta antes, de qualquer forma mesmo que por fatores biologicos hoje me sinto um pouco perdida em contradiçâo com os meus sentimentos por sua causa, por sua partida precoce, e por não ter deixado chegar minha vez de poder quem sabe retomar o tempo que perdemos.
Minha vida vai seguir como sempre foi, nada aqui muda, talvez dentro de mim algo se torne mais duro ou fragil eu não sei, mas me sinto como nunca esperei estar, não sei o que sinto, dor talvez, qualquer coisa que não sei dizer, mas que não e facil sentir.
Não sei se teria sido melhor ou pior, não sei se seria diferente se havia outra forma de ser, mas aqui estamos nos, nem nos despedimos nem nos encaramos, não vimos nossos sonhos realizados, não enfrentamos barras juntos, não nos provocamos, não julgamos e nem fomos julgados um pelo outro, talvez nos tenhamos por muito tempo tentado ignorar um a existencia do outro, mas fomos fundamentais para nós, eu sei que só eu agora posso sentir isso, em todo o mundo agora so eu tenho esse sentimento, e ninguem pode entender o que sinto, nem eu.
Espero que todos tenhamos saido sem muitas marcas, mas duvido, espero que haja mesmo um lugar melhor pra todos nós, e que todos os erros sejam perdoados, e que todas as culpas sejam esquecidas, e que tenhamos cumprido o papel um na vida do outro da forma que estava escrito.
Vá em Paz e que Deus o esteja esperando.




Bem prá lá do fim do mundo

Onde a dor e a saudade

Contam coisas da cidade...

No rancho fundo

De olhar triste e profundo

Um moreno canta as máguas

Tendo os olhos rasos d'água...

julho 23, 2009

Não é bem assim


Blééégh, as vezes tenho vontade de dizer isso pra mim e hoje eu mereço um bléééégh, fica quieta guria, o que voce entende de coração, voce que nunca se permitiu admitir que gostava de algo ou alguem. Pedir desculpas então por ser tão pouco vivida a ponto de achar que já sei tudo.

Ahan já estive perto disso muitas vezes, dessa coisas que me parecem muito sem logica e sempre ajo da mesma forma, repudiando tudo qeu não me parece racional, sou cansativa teorica, e acho que tenho razão em tudo, preciso para com isso e procurar ter mais empatia pelo proximo, ja que não me permito sentir preciso me colocar no lugar das pessoas e não tentar racionalizar suas ações sob meu ponto de vista, sempre faço isso.

Eu reclamo reclamo, mas não estou pronta, não estou aberta, não sou livre, passaro enjaulado se sentindo seguro do lad de dentro.

Talvez nesta confusão toda quem precise ser mais pratica seja eu, preciso realmente revel meus conceitos com relação ao que me tornei, em todas as grandes salas de esperas que estive e as pessoas que lá encontrei, em que ela me modificaram, o que acrescentei a elas?

Razão um ponto de vista crítico e inteligente?

huahauhuahauahu Bleééééégh pra mim...
" Confie! Porque é fácil dizer aos outros e difícil a si mesmo!?"

julho 17, 2009

E por que não


Voce está no olho do furacão, voce escolhe estar lá, voce espera que algo decida por voce, deixa o vento balançar e te empurrar para o lado de lá ou de cá.Voce desiste, e finge que não, finge que leva vida numa boa sem medo, voce cria problemas voce e auto destrutiva e indo contra todos seu instintos voce não quer sobreviver.


O que voce quer?


A cima de tudo voce deve estar esperando viver, sobreviver só não é o bastante pra voce, e voce não sobrevive, voce vai, não toma a decisão voce apenas não faz nada para impedir que algo de mal te aconteça.

No olho do furacão.

Parece que tudo não passa de um teste, onde vão seus limites de sanidade, pra que pensar tanto em tudo?






"Navegar é preciso, viver não é preciso".

julho 16, 2009

Inquebravel


"Nós entramos no mundo sozinhos e saimos dele sozinhos. E tudo que acontece no decorrer? É um dever nosso achar uma companhia para nós mesmos. Nós precisamos de ajuda, nós precisamos de apoio. Caso contrário, nós estamos nessa sozinhos...estranhos...afastados uns dos outros. E nós esquecemos...o quão conectados somos. Então ao invés disso, nós escolhemos o amor...nós escolhemos a vida...e por um momento...nos sentimos um pouco menos sozinhos. "
Estive pensando em não gostar nem um pouco dessa sensação de estar só, estou tentando a cada dia que passa me manter o mais proxima possivel dos outros, mas parece que cada vez mais isso vai se tornando artificial e superficial. Eu acho que acostumei um pouco com meus proprios pensamentos e ideias, e ter de enfrentar uma outra pessoa contradizendo o que digo, discordando do que faço me assusta.
Que alguém para ser a minha pessoa, alguem a qual o laço não sera quebravel, a qual não me abandone jamais, e eu que entendo tanto de abandono, posso com certeza falar da dor que me causaria tal ideia, mas eu tambem que entendo perfeitamente dessa dor sei que sobrevivesse a isso, e que passasse a não tolerar mais essa falsa compania de quem apenas nos rouba a solidão.

julho 13, 2009


É preciso falar de fé as vezes, não dessa fé que estamos acostumados. Não sei bem em que acredito, as vezes coloco em duvida qualquer coisa, insiro razão a tudo que posso, mas tenho de falar em uma fé diferente, nesta que nos faz seguir quando já não há razão nenhuma, por que não desistir? As vezes a derrota é evidente e continuamos, por razões desconhecidas continuamos quando mais ninguém além de nós acredita.

O mais incrível de tudo isso é ver nos depararmos com aquilo que já não acreditávamos, e ver aquilo se concretizando, como se mesmo contradizendo tudo que sabíamos até aquele momento nos pudéssemos tudo que desejássemos, o pior é quando o impossível te bate a porta e você covarde não a abre.

A outras coisas nas quais acreditamos, nas quais nos apegamos com muita força para sobreviver, o amor é a mais forte delas, não sabemos por que amamos, não sabemos porque alguém nos é tão importante, nem por que nos vemos perdoando tanto sempre as mesmas pessoas pelos mesmos erros, mas o fazemos, somos humanos e não há sentido nenhum as nossas vidas senão aqueles que nos mesmos damos a ela, e assim de repente vemos que é preciso voltar ao equilíbrio e admitimos que não temos o controle, e que só nos resta essa tal fé, só nos da sentido o amor, e que tememos acima de tudo essa solidão, não essa solidão de falta de gente ao nosso lado, mas uma solidão de quando já não depender de nós não ter para aonde apelar, não porque acreditar que a vida vai fazer da melhor forma as coisa se organizarem, esse medo que talvez realmente estejamos sós nesse universo desconhecido, e que nunca haja uma resposta pra tudo que que desejamos saber a respeito de nos e dos outros, esse medo de que nunca sejam curadas as nossas magoas e que nunca faça sentido isso tudo...
"Deus está nas coincidências"

julho 10, 2009

Essa História


Tenho uma história pra contar, uma não varias, as vezes parece que a vida anda meio sem graça, e que nada de bom esta acontecendo, mas lá no fundo estão acontecendo as melhores coisas de nossas vidas.Aprendi a gostar de coisas que julgava ingostaveis, se é que existe essa palavra, entendi que quem estaria ao meu lado em todas as horas estaria muito ocupado quando eu mais precisasse, compreendi que as coisa mudam, vão, voltam, voce cai, levanta, caminha e volta atras, voce vive.


Pega um ou dois onibus todo dia, tem dois empregos, faculdade, faz ingles, tem grupo de estudos para entender as mudanças climaticas, acha que vai ser uma boa atriz de teatro, voce desiste, voce cria filhos que não seus, voce cuida da vida que não é sua, voce ouve histórias tristes, felizes, voce se comove, isso em um dia só, voce se torna descartavel, voce se torna obsoleto, e o pior é quando voce ja é invisivel e ainda esta lá vivendo.


Dai voce acha que não tem história, voce tem medo de não estar apredendo nada, voce tem medo de esta disperdiçando tempo e vida, voce quer parar no meio da estrada voce quer parar, voce para?

Não voce continua, voce acredita que lá no fim do tunel, voce ainda tem chance de viver um grande amor, de ser amada por aquilo que voce é, voce acredita lá no fundo que um dia alguem vai descrever voce do jeito que voce realmente se vê, voce vai ser entendida por alguem, la fundo voce não desiste por que voce quer ter uma historia a qual ninguem jamais teve, e la no fundo depois que ja não importar mais alguem vai perceber, depois quando voce ja não puder ouvir ou saber alguem vai achar lindo e maravilhoso tudo que voce fez.

Acho que isso é história, qualquer coisa comum contanda de forma extraordinaria, e irão contar a sua de alguma forma alguem contara, alguem que voce jamais poderia imaginar contara sua historia de forma tão sensivel que nem voce saberia que fora assim.





"Chorar por tudo que se perdeu, por tudo que apenas ameaçou e não chegou a ser, pelo que perdi de mim, pelo ontem morto, pelo hoje sujo, pelo amanhã que não existe, pelo muito que amei e não me amaram, pelo que tentei ser correto e não foram comigo. Meu coração sangra com uma dor que não consigo comunicar a ninguém, recuso todos os toques e ignoro todas tentativas de aproximação. Tenho vergonha de gritar que esta dor é só minha, de pedir que me deixem em paz e só com ela, como um cão com seu osso. A única magia que existe é estarmos vivos e não entendermos nada disso. A única magia que existe é a nossa incompreensão."



julho 09, 2009

Um romance como o nosso


- Achei que me procararias, que irias atras de mim assim que soubesses a verdade.

- Achei que era definitivo, sempre fomos racionais o suficiente para saber que as vezes o acaso decide por nos. E quando voce se foi, foi porque era sua escolha, o acaso havia escolhido, seria romantico demais achar que voce voltaria.

- Eu voltaria, eu sempre voltaria, soube desde o inicio que não era verdade, deixei-te livre para escolher-me, não o fizeste.

- Eu não fiz, não faria se tivesse outra chance, nos encontrariamos, seria lindo, mas eu nunca saberia o que seria de mim sem voce, em pouco tempo acordariamos do sonho.

- Voce teve medo?

- Tive certeza que não daria certo, porque tudo aquilo era como um conto de fadas, não acreditamos nisto, nem voce nem eu.

- Sempre acreditei em conto de fadas, sempre me fiz de durona, esperei todos os dias seu telefonema, rompi meu novo relacionamento esperando voce tomar um a titude desesperada, voce não o fez, e agora eu tenho que me ver aqui sem um pingo de dignidade ainda esperando que fales qualquer coisa para que te abolva e volte a te querer como nunca deixei de querer.

- Não seria eu tomando tal decisão, seria a parte de voce que vive em mim, voce enjoaria, voce logo se irritaria com minhas verdades nas horas inapropriadas, voce não aceitaria caso eu esquecesse nosso aniversário de qualquer coisa, iria querer filhos, sonhar com uma dança em um jantar a luz de velas, isso é muito voce. E voce não acreditaria em mim se fizesse isso.

- Eu odeio sua forma de raciocinar, sua forma de me dizer a verdade, odeio quando desmonta meus castelos nas nuvens, odeio quando chega perto de mim e me faz odiar ainda mais a mim por não querer que voce vá.
- Voce me ama, ainda me ama, tive medo de voce se dar conta de que merecia coisa melhor, tive medo de voce saber que não fiz escolha por medo, tive medo de te perder, por isso te perdi, resolvi deixar a vida nos resproximar, pra ter certeza de que sobreviveria sem voce.

- Isso quer dizer que não precisas de mim, que não me quis por perto pra provar a mim ou a ti que não precisas de mim.

- Eu provei.

- Acho que não merecemos uma segunda chance.

- Não quero uma segunda chance, quero a unica chance que tive até agora de mostrar quem sou, em que me tranformei sem voce, não sou voce, não preciso de voce, mas acima de tudo quero voce.

julho 06, 2009

Tempo de dor


“Não importa como somos fortes, trauma sempre deixa uma cicatriz.Nos segue pra casa. Muda nossas vidas.Um trauma destrói a todos.Mas talvez seja por isso toda dor, o medo, as besteiras.Talvez passar por isso seja o que nos motiva a seguir em frente.É o que nos empurra.Talvez tenhamos que nos destruir antes de nos levantar”.



E não importa o quanto vai doer, voce vai levantar sacudir a poeira e dizer que consegue mais uma vez , ate não conseguir mais.
Ninguem te diz quando voce não vai poder mais, e vc segue em frente, ela estaram sempre lá pra te provar que voce venceu mais uma, as cicatrizes, elas nos provam que superamos sempre, ou quase sempre

julho 01, 2009

Ainda assim não tive medo?


Passam rápido nossas dificuldades, e depois parecem que não nos causariam nada, quantas pilulas precisam ser tomadas por dia pra que o medo va embora?

Nem sempre elas funcionam, as vezes é melhor contar com uma pitada de sorte, que vem não se sabe de onde.

Hoje foi assim, talvez esteja esperando o destino decidir por mim algo que ja esta decidido aqui dentro, existe vida real, existe tudo de vida real, e a dor está ali por algum motivo.

As vezes não importa o quanto algo nos machuca, nos livrar disso doi muito mais, então seguimos sem saber porque.

Passa rapido muito rapido, e quando voce ve ja não tem muitos problemas reais a serem resolvidos, tudo que voce tem é aquela magoa, que voce criou pra se proteger do futuro, e quando é que o futuro chega, não da pra saber.






“Todos os dias o ciclo se repete,

às vezes com mais rapidez, outras

mais lentamente. E eu me pergunto se viver

não será essa espécie de ciranda de

sentimentos que se sucedem e se sucedem

e deixam sempre sede no fim."

junho 29, 2009

Ainda que doa respire


A primeira pergunta que me faço a meses é " e se eu sumir, quem vai sentir minha falta? Quanto tempo vai demorar para que as pessoas notem que não estou aqui?

Acho que todos se peguntam uma vez na vida pelo menos por isso, deve ser alguma fase pela qual passamos em que temos medo de morrer sozinhos, não sei ainda, mas tenho sempre essa dúvida.

Tenho andado muito sozinha por algum tempo, sem alguem que realmente fosse sentir minha falta, sabe aquela pessoa da qual eu seria a insubstituivel, a qual pensaria em mim quando estivesse feliz ou triste, mas acho que tambem não encontramos muitas destas pessoas nas nossas vidas.

Voce sabe quem são as unicas pessoas pra quem vc quer contar como foi o melhor dia da sua vida, voce sabe pra quem ligar quando sente medo ou tristesa, voce sabe onde voce quer chegar no final da tarde, em que braços se aconchegar, o lugar onde as coisas ruins, os gritos do chefe, a cara feia e todas as coisas que te aconteceram não entram, vc precisa encontrar seu porto, e não estou falando só de um relacionamento amoroso, estou de falando de amizade, de companheirismo, de fazer planos juntos de vibrar com a conquista dos outros, vc precisa sentir que não esta só, quem alguem se importa.
Another day has gone
I'm still all alone
How could this be?
You're not here with me
You never said good-bye
Someone tell you, why?
Did you have to go?
And leave my world so cold?

junho 27, 2009

Cuidado comigo um dia eu encontro


Tudo que precisamos é que alguem que de verdade entenda, enxergue o que ninguem consegue ver, quando doi so dentro, quando não há razão para doer.

O que a gente precisa é de um colo as vezes, de quem lê nos nossos olhos aquilo que não podemos mais dizer, ainda que não possa fazer nada, não duvide da nossa dor, so de vez em quando.

Não está fácil encontrar alguem assim, que esteja disposto a te dar atenção que não esteja preocupado a encontrar dentro dele mesmo a resposta das próprias duvidas.

Não desista alguém vai saber falar com voce sem precisar dizer qualquer coisa, alguem vai querer voce por perto, alguem não vai sentir medo ou vergonha de voce, um dia, alguem vai perceber que há outra morando dentro de voce.
Não há nada que você possa fazer que não possa ser feito
Nada que você possa cantar que não possa ser cantado
Nada que você possa dizer, mas você pode aprender como jogar o jogo
É fácilNada que você possa fazer que não se possa fazer
Ninguém a quem você possa salvar que não possa ser salvo
Nada que você pode fazer, mas você pode aprender como ser com o tempo
É fácil
Tudo o que você precisa é de amor

junho 26, 2009

Assim segue


- Não quero que voce mude, não quero que voce seja como um sonho meu, não quero que voce se transforme em algo tão parecido comigo, por que não suportaria voce assim.
- Não sei o que voce quer, voce me liga, pede pra voltar, voce volta, vem me pega me toma, não me deixa em paz, quando te esqueço, voce me faz lembrar, quando me lembro voce me pede pra esquecer.
- Voce me faz agir assim, por que odeio tudo em voce, odeio como voce me olha quando voce está errado, odeio quando me deixa esperando muito mais que seria capaz de esperar, odeio quando me fala baixinho que não vive sem, por que voce sabe que vive, odeio voce pr ser voce quando preciso que seja eu, odeio voce por que me contra dizer o tempo todo nesse vai e vem de sentimentos.
- Voce me faz pensar que não ha outra chance pra nos, fora de nos, voce me faz ver que as vezes querer uma pessoa ultrapassa qualquer razão possivel de encontrar em um relacionamento, voce me faz querer que fique mesmo sabendo ser este o caminho mais destruti deste amor.
- Voce fala de amor, como se pudesse ser classificado dessa forma isso que sentimos, voce falar de sentimentos que não podem ser explicados, voce fala de mim como a lider dessa confusão que se tornou nosssa vidas.
- Voce é tudo que sempre quis, e tambem e tuod que não posso ter, meu carater depende de estar longe de voce.
- Porque continuar, quando ja esta acabado a muito tempo, quando ja não existe nada que não seja esse desejo de posse e estranha necessidade de ver e não tocar.

junho 25, 2009

He is dead

O que identifica uma pessoa como morta?
Como ela sabe que está morta? como outro dia li em uma cronica do Prata.
Não ia falar disso mas e impossível não deixar um lembrete de que hoje 25/06/2009 morreu Michael Jackson, sem qualquer julgamento quanto sua postura como homem, como musico um ídolo inigualável.
Se ele tinha morrido a muito só ele deve saber, a gente sabe quando morre, as vezes morremos por um tempo, as vezes por nada e morrer não é fácil, principalmente quando ainda é preciso continuar vivendo com a dor de morte dentro de nós. Papo macabro , melhor parar por aqui esse assunto de morte, melhor lembrar de viver amanha quando acordar, lembrar de ser eu, de aceitar a guria do outro lado do espelho, de conviver com esse vazio que de vez em quando questiona a vida da gente, e me faz pensar que a morte e um fato a se consumar, as vezes ela acompanha a vida da gente.



Ben, nós dois não precisamos mais procurar
Nós dois achamos o que estávamos procurando
Com um amigo para chamar de meu
Nunca estarei sozinho
E você, meu amigo, verá
Que tem um amigo em mim
Ben, você está sempre correndo aqui e ali
Você sente que não é querido em lugar algum
Se algum dia você olhar para trás
E não gostar do que você achar
Há algo que você deveria saber
Você tem um lugar para ir
u costumava dizer "eu" e "eu"
Agora é nós, agora é nós
Ben, a maioria das pessoas mandaria você embora
Eu não escuto uma palavra do que eles dizem
Eles não vêem você como eu vejo
Eu gostaria que eles tentassem
Tenho certeza de que eles pensariam novamente
Se eles tivessem um amigo como o Ben Como o Ben...

maio 30, 2009

Liberta e tambem seras



Nem uma epifânia , nem nada memorável, apenas eu mesma com vontades gritando para serem atendidas, com novos sonhos, novos rumos, uma ideologia diferente, novos pontos de vista.
Sou nova criatura, desde quando eu não sei, sou difícil de mudar, mas já sinto que esperava por essa que sou agora, onde isso vai dar? Não sei, não sei resposta alguma, não sei de nada, e o que mais temia voltou a acontecer, vou aceitar esse destino e encontrar nele um caminho.
Caberei em mim quando me achar?
Me preparo para isso desde agora, estou prestes a descobriu de que matéria são feitos os meus sonhos, estou apta a ser testada novamente, calmaria é pressagio de tempestade, e os ventos estão mudando para todos, estou seguindo nesse barco, que me trará a redenção em terra firme.
Estamos ai, é mundo chamando para aquilo a que fomos enviados, VIVER.




Tá na hora de acordar, sinhazinha
Eu não chamo uma outra vez
Que tem búzio pra jogar
Tem massagem no chinês
Instituto de ioga
Coleção nas vitrines
Tá na hora de acordar
Tá na idade de querer

março 22, 2009

Saudades imensas




So pra lembrar, não posto aqui a algum tempo, exatamente por falta de tempo.
Agora estava pensando em como anda triste a minha vida e como tenho embelezado o passado, tenho pensando em como tenho tido poucas expectativas para o futuro, em como estive andando sozinha.
Lembro de um passado duro e difícil, mas que me ofereceu muitas oportunidades, em que pude sonhar, em que abri mão de coisas por motivos incontestáveis, e que agora me fariam falta se as tivesse aceitado, lembro de um passado ao menos povoado pessoas que poderiam estar lá, quando eu estivesse aqui.
Mas lembrar esse passado e ficar vivendo ele não vai sem duvidas resolver esse vazio que venho sentindo, essa tristeza de TPM que parece interminável, esse desconforto de como se minha alma não coubesse mais em meu corpo, lembrar esse passado só me fez ver que estava como agora muito ocupado sentindo pena de mim mesma para aproveitar todas as possibilidades que se apresentavam convidativas a mim, não quero viver de passado e não quero adiar a vida por um futuro que nem conheço e que tenho certeza jamais sai como esperamos.







"Estou perdida, mas se eu parar... Eu acho que o melhor é ficar no mesmo lugar, até que alguém me ache... Mas quem é que vai pensar em vir aqui? Se eu tivesse juízo não estaria aqui, mas comigo é sempre assim... Muito juízo... Sempre, sempre eu digo. Mas eu sei que nunca sigo."

janeiro 14, 2009

DESPERTAR É PRECISO


"Na primeira noite eles aproximam-se e colhem uma Flor do nosso jardim e não dizemos nada.Na segunda noite, Já não se escondem; pisam as flores, matam o nosso cão, e não dizemos nada.Até que um dia o mais frágil deles entra sozinho em nossa casa, rouba-nos a lua e, conhecendo o nosso medo, arranca-nos a voz da garganta. E porque não dissemos nada, Já não podemos dizer nada."

janeiro 12, 2009

Te reconheço



Ontem antes de dormir rezei por ti, vi nesse instante quanto és importante para mim. Sim sem qualquer exagero ou demagogia, foi de coração pedi à Deus que te protegesse, sem intenção nenhuma senão que eu não sofresse caso te acontecesse algo, por que egoisticamente qualquer mal que venha a te molestar implicaria em dor, muita dor para mim.









"A amizade é o conforto indescritível de nos sentirmos seguros com uma pessoa, sem ser preciso pesar o que se pensa, nem medir o que se diz."

janeiro 08, 2009

Dias Quentes.



Mais um dia quente, eles me lembram Almodovar, Frida Kahlo, suco de melância, noites sem sono, manhas coloridas.
Como eu gosto do verão e de que como a gente se enche de esperança de que o dia não acabe, de que as férias não acabem, de que a alegria não vá embora.





"O milagre não é dar vida ao corpo extinto,Ou luz ao cego, ou eloqüência ao mudo...
Nem mudar água pura em vinho tinto...
Milagre é acreditarem nisso tudo!"