Me visitam

agosto 21, 2010


Aí você saca que toda música, toda letra, todo poema, todo filme, toda peça, todo papo, todo romance, tudo e todos o tempo todo, antes, agora e depois, falam disso. Que o que você sente é único & indivisível e é exatamente igual à dor coletiva, da Rocinha a Biarritz.

2 comentários:

Leo disse...

nossa, é verdade, a dor é exatamente igual a todos...mas acho que só a dor, pq o amor cada um sente de uma forma e com uma intensidade única.

Beijão minha querida!

fiquei feliz de ver-te pela minha casa! (blog)

Daaý Brunett´S disse...

Oiiie flor!
obrigado pela visitinha no meu cantinho..
conhecendo seu cantinho, vc é muito boa em se expressar..
Parabéns, pq nem todos tem essa facilidade...
seguindo aqui!
Beeeeijo grande!